sexta-feira, junho 04, 2004

Novidade

Meninas Vale mesmo a pena visitar...

quarta-feira, junho 02, 2004

Um encontro casual

A semana passada encontrei por coincidência uma amigo de longa data, (este eu lembrava-me tanto da cara dele como do nome), que mal me viu ficou muito contente, e combinou logo um almoço.
Esse amigo era daqueles solteirões cobiçados no grupo de amigas, não só é charmoso, como o ideal para apresentar á mãe, pelo menos aparentemente, muito educado, solidário, preocupado, advogado com futuro promissor, mas em compensação, muito mulherengo e muito sedutor.
No sábado estava eu em casa, e teleonei-lhe, mas como já tinha coisas combinadas era complicado, combinamos um almoço para dois dias depois.
Fomos almoçar a um restaurante que gosto muito e onde se come lindamente, muito perto do Bairro Alto, mas mal nos sentamos e ao olhar para a mão dele reparei numa grossa aliança, como somos amigos para lá de 10 ou mais anos, perguntei-lhe imediatamente que novidade era aquela.... Mas era o que eu já tinha pensado, o mulherengo, solteirão convicto tinha-se casado e ia ser pai.
Tive que respirar fundo para não cair da cadeira com o choque. Engoli em seco e perguntei-lhe quanto tempo tinha a novidade, disse-me que uns dois anos.
Há três anos atrás ele não queria casar. O que foi que lhe tinha dado.
Ninguém acorda um dia e diz tenho que casar e ter filhos....
Mas ele disse-me que era uma vontade de longos anos a de ter filhos, mas que o facto de estra casa não impedia continuar a sua vida de libertinagem... O que por outras palavras é quase como dizer -Bom estou casado é verdade mas aberto para ter um caso, interessada????
Então qual o verdadeiro motivo para ele se querer casar??? A minha explicação é a idade, ao contrário do que pensamos chega a uma altura na viad que os homens também têm medo de ficar sozinhos, O que nos deixa muito mais seguras. Para as meninas casadoiras ou com pretenções de se casar, não percam as esperanças, é comum se dizer que para cada panela existe uma tampa, se calhar a vossa anda por aí... na pior das hipóteses é uma tampa mestra e dá para muita panela.
Bom mas o almoço acabou e ele fez questão de combinar outros para não perdermos o contacto.
Bom vamos ver, de uma coisa eu tenho a certeza. Aquela tampa... NÃO SERVE na minha panela...

terça-feira, junho 01, 2004

Vale apena...

Ver


Carmen 27 de Maio de 2004 a 2 de Junho de 2004 às 15h30, 18h30 e 21h30 no Cinema São Jorge

Aquele Dia 27 de Maio de 2004 a 2 de Junho de 2004 às 15h00, 18h00 e 21h00 no Cinema São Jorge

Quem Matou Ambrósio ?
João da Silva é um dos maiores detectives do mundo, se não o maior.

Apesar de desconhecido, ou talvez por isso mesmo, foi incumbido de descobrir quem matou Ambrósio, o homem cuja morte fez parar o país.

Para compreendermos o génio de João da Silva, atendamos às palavras de Sherlock Holmes: «De uma gota de água, uma pessoa versada em lógica pode inferir a possibilidade de um Atlântico ou de um Niagara sem ter visto ou ouvido falar de um ou de outro.»

A isto, João da Silva certamente responderia: «Toda a gente tem um crime; e outra coisa: eu não falho.»

De Terça a Sábado às 21h30 e Domingo às 16h00 no Teatro do Campo Alegre


Cinderela Já Não Mora Aqui
é baseado no texto homónimo de Luís Matilla.

Trata-se de uma obra que nos faz viajar ao mundo do imaginário infantil, onde Miguel, a criança que todas as noites ouve a história da Cinderela contada pelos pais, se interroga sempre sobre o que acontece às personagens do conto para lá do Fim.

Uma vez adormecido, a sua imaginação vai voar na procura do outro lado da história. É então que descobre Cinderela, e fica a saber que afinal a sua história não foi como se conta nos livros.

Direccionado para um público infanto-juvenil, este é um espectáculo pleno de fantasia e imaginação, no qual vão ser usados meios audiovisuais como projecção de animação em vídeo e uma banda sonora original, especialmente criadas como forma de traduzir o mundo onírico de Miguel.


Autor: Luís Matilla
Tradução: Jorge Barata
Encenação: José Ramalho
Música e Direcção Vocal: Fernando Marques Gomes
Produção e Realização de Vídeo: Reis Raposo
Animação 2D e 3D: Reis Raposo, Rui Amaral e Paulo Malas
Marionetas e Cenografia: José Ramalho
Actores-Marionetistas: Cristina Pereira, Joaquim Guerreiro e Magda Moreira
Cinderela - Voz e Boca: Ana Madureira
Operação de Luz e Som: Amândio Anastácio
Operação de Imagem: Jorge Barata e Rui Amaral
Produção: Cristina Pereira e Magda Moreira


M 6 anos
Duração aprox.: 1h00




Stomp 2 a 7 de Novembro de 2004 às 21h00 e 6 e 7 de Novembro de 2004 às 16h00n no Grande Auditório do Centro Cultural de Belém

Os Stomp fazem nascer uma autêntica selva de ritmos e uma orgia de humor e inteligência.
As expressões físicas e sonoras casam na perfeição de forma a criar um espectáculo total, arrebatador e fascinante.
Servidos por um som extraordinário, uma representação energética e um humor a toda a prova, os Stomp provam que a arte não tem barreiras nem limites.
São três os elementos-chaves desta formação nascida em Nova Iorque: noção perfeita de ritmo, capacidade expressiva e domínio do movimento.
E para completar o espectáculo, juntam uma boa dose de humor e uma comunicação exemplar com o público. O resultado é inevitavelmente uma plateia deleitada que os aplaude até à exaustão.
Com grande perícia exuberante, eles criam produções musicais, dança e um estilo próprio.
Cada artista tem uma identidade claramente definida enquanto o espectáculo decorre, muito como os cómicos do cinema mudo... a sua missão: libertar, através da percurssão, as irreconhecíveis vozes dos lugares comuns.
O espectáculo é uma série de danças, magnificamente coreografadas, para as quais os intervenientes trazem o seu próprio «instrumento» musical.
Por vezes fazem-me lembrar as velhas comédias silenciosas de Keystone Cops.

Vale apena...

Ouvir

Todos os espectáculos de Verão

Phil Collins 3 de Julho de 2004 às 21h30 no Estádio José de Alvalade

Yann Tiersen 12 de Junho de 2004 às 22h00 no CAE da Figueira da Foz

The Corrs 16 de Julho de 2004 às 22h00 no Estádio Municipal de Braga - Brevemente à venda

Rita Lee Dia 07 de Julho às 21:30 no Coliseu dos Recreios.

Diana Krall 30 de Setembro e 1 de Outubro de 2004 às 21h30 no Coliseu dos Recreios



Vale apena...

Ler

20 Mulheres Para o Século XX de Inês Pedrosa
São vinte mulheres que fizeram história por se terem revelado superiores a alguns homens, e que fizeram com que cada vez se sinta menos a diferença entre homens e mulheres. Sophia de Mello Breyner Andresen; Hannah Arendt; Simone de Beauvoir; Agustina Bessa-Luís; Coco Chanel; Agatha Christie; Marie Curie; Bette Davis; Isadora Duncan; Frida Kahlo; Carson McCullers; Golda Meir; Marilyn Monroe; Eva Peròn; Maria João Pires; Paula Rego; Amália Rodrigues...


As Flores Nascem na Prisão
Timor Leste - Ano Um
de Adelino Gomes
«Testemunhos daqueles que viveram o 1º ano de Independência de Timor Leste, tudo o que de bom adveio dela e tudo o que de mal ainda está por resolver.»


Nazarenas e Matrioskas de Margarida Rebelo Pinto
Nestas pequenas histórias, há devoradores de sonhos, mulheres sós, ilhas perfeitas, noivas russas, homens apaixonados, músicos rebeldes, videntes racionais e amigos para toda. Personagens muito diferentes, mas semelhantes nos seus medos e desejos, que exprimem a mesma vontade de procurar o que nunca foi fácil: precisar de alguém.

Dieta de South Beach em Arthur Agatston
Para a maioria das pessoa, a palavra “dieta” provoca arrepios: faz-nos imediatamente pensar em todas as coisas deliciosas que se tornam proibidas – doces, massas, pão, manteiga, queijos, carnes, ovos... Na verdade, pensar em dietas faz fome! Mas quem quiser emagrecer significa sofrer? Comer pode e deve ser sempre um prazer, mesmo quando se está a perder peso. Este é um dos princípios básicos da Dieta de South Beach, um sistema baseado nas mais recentes descobertas nas áreas da nutrição e da cardiologia que permite perder peso e forma rápida e saudável, sem ter de passar fome.

Queimada Viva de Souad
Souad tinha dezassete anos e estava apaixonada. Na sua aldeia da Cisjordânia, como em tantas outras, o amor antes do casamento era sinónimo de morte. Tendo ficado grávida, um cunhado é encarregado de executar a sentença: regá-la com gasolina e chegar-lhe fogo. Terrivelmente queimada, Souad sobrevive por milagre... Este livro é um testemunho comovente e aterrador, mas também um apelo contra o silêncio que cobre o sofrimento e a morte de milhares de mulheres.


segunda-feira, maio 31, 2004

Mais um nascimento

Mais uma amiga que teve a sua criança....
Desta vez e como não tenho muito tempo comprei o presente á última hora, logo fiquei com dois problemas aonde comprar o presente e o que comprar de forma que não pareça que o tenha feito á última hora(pois causa muito mau aspecto). E o que comprar.
Porque não optam por uma lista de presentes como se faz quando se casaram. Pois facilita a vida a nós jovens não mães que não fazem a menor ideia das suas necessidas. Outro problema é que dizerem que a criança nasceu com 42 semanas ,o que para mim é chinês, o número de luas também não ajuda.
Porque acredito que entrem num mundo paraelo em que a contagem dos meses deixa de ser importante para começarem a fazer planos semanais.
Mas realmente entrar no mundo das lojas de grávidas torna-se uma guerra, dirijo-me ao senhor do balcão para perguntar o que se costuma oferecer ás jovens mães... Apresenta-me 200 hipótes que para mim me parecem absurdas, algumas das quais em preço outras em utilidade, Até que encontro uma jovem mãe que me explica aquilo que queria que lhe oferecessem mas que ninguém se lembrou.
Acabo por compra o presente ideal fazer um figurão.
Agora só falta pensar o que oferecer á próxima mamã....
O que segundo o meus cálculos mesnais não deve faltar muito, só espero que as luas não me traiam...

Mudar

Senti que já estava há muito na mesma casa, por isso resolvi mudar espero que para melhor.
Para ver se aborde desta forma novas questões do quotidiano, aquelas que nos deixam á beira de um ataque de nervos, com vontade de bater em meio mundo.
Nada melhor que mudar, e nós sabemos como é bom.
O namorado termina o namoro; aproveitamos a tarde livre para mudar o corte de cabelo.
O namoro já não tem momentos românticos.... vamos ás compras.
O chefe chateia-nos com os prazos dos trabalhos... nada melhor que um par de sapatos novos...
Recebos o IRS, o valor é irrisório, nada melhor do que gastar naquele, fato, na mala e nos sapatos daquela loja fantástica, mas caríssima....
Correu-nos mal o dia... Nada melhor que umas massagens fantásticas e como o namorado já é história do passado temos que nos perder nas mãos daqueles massagista de corpo escultural.... A vida é uma coisa díficil.
O empréstimo foi negado no banco. E chegamos á conclusão que tudo o que investimos no guarda-roupa, incluindo sapatos e malas, não é contabilizado como investimentos...
Por isso nada melhor que mudar, mudar, mudar...


domingo, maio 02, 2004

O pré-praia

A todas nós que sabemos o que isso significa, e que muitas vezes somos mal interpretadas, por muito que nos custe, mantemos sempre esse mistério....
Porque temos que ser avisadas com algum tempo de antecedencia, pelomenos uma semana. Uma ida á praia no dicionário feminino, significa muito mais que vestirum fato de banho agarrar numa toalha, nuns chinelos e nuns calções e aproveitar o sol....
Significa, que temos que marcar uma sessão com a nossa esteticista.... para aquela hora de tortura a qual
significa o primeiro passo para a nossa preparação da praia.... Passo número dois, o biquini, essa peça que para alguns guardo mistérios mais bem guardados que os mais valiosos tesouros... A arte de escolher o biquini perfeito leva-nos ao nosso mestrado em omitir as nossas pequenas imperfreições valorizando as nossas qualidades. Existem todos os tipos de truques para disfarçar, quem tem as pernas curtas, ou as pernas gordas, para quem tem barriga, peito grande, ou pequeno, para quem tem celulite, para quem não tem rabiosque ou para quem tem um do tamanho do mundo, todas nós conhecemos esses truques e lemos religiosamente todos os artigos relacionados com a arte de camuflar as impefeições...
Mas mais importante trocamos nomes de cremes anticeluliticos, cremes drenantes, cremes anti-rugas, cremes auto-bronzeadores, cremes anti-esterias, anti-manchas, anti-rugas, anti-manchas do sol, para criar esse tom natural, sem parecermos uma lagostas, compramos os melhores protectores com a noção que o facto de estarmos a pagar o triplo que pagariamos por um de supermecado que iria fazer exactamente o mesmo.
Mas se pensam que acaba por aqui estão muito enganados, porque aínda mal começou. Temos que pensar oa mala para levar, a Toalha, que é sempre grande o suficiente para se deitarem dois, os cremes, o iogurte, a garrafa de água, as chaves de casa o telemóvel, uma revista, para os distrairmos, os óculos de sol, a carteira, um chapéu, um creme para proteger os cabelos do sol uma mola para prender o cabelo e muita disposição para a proveitarmos os dia.
A seguir temos que ver dos calções, e das t-shirt's do ano anterior ñão estão desbotadas e que estão aptas para ir para a praia, os calções as saias, os vestidos as sandálias. sim porque podemos ir tomar um sumo naquela esplanada e se não queremos parecer turistas no nosso país devemos ir com um ar descontraido mas arranjado.
Depois de estarmos complertante prontas para a nossa ida á praia devemos ter cuidado com a praia que escolhemos, para não ficarmos rodeados de criancinhas a gritarnos no ouvido e a atirar com a areia para cima. Por isso a melhor opção é quase sempre caso se vá para a praia escolher uma que tenha divisória o que significa que podemos nos estender numa esteira, aproveitar o sol, mas salvaguardados de presenças indesejáveis.
Podemos apreveitar o sol, a areia, o ar da praia sem termos que ser abordadas por criaturas indesejáveis que nos atiram com bolas, areia, e afins e aínda piropos que nem o mau gosto e mau tom de certas pessoas consegue superar.



quarta-feira, abril 21, 2004

Um grande amigo... ou talvez não...

Hoje aconteceu-me uma daquelas situações que me deixam com aquele sorriso pepsodente, tipico de anuncio de quinta, do tempo dos nossos avós.
Estava eu a dirigir-me para uma marcação, quando do meio do nada, me aparece um daqueles amigos de longa data e com quem passamos uma época divertida da nossa adolesência.... Até aqui tudo bem, o único problema é que eu não me lembrava, nem sequer aínda me lembro quem é a criatura.
A conversa desenrolou-se simples: Tu por aqui???? (ao que eu respondo) É verdade, á imenso tempo que não te via( o rapaz, a quem não tive coragem de perguntar o nome, repondeu-me) Então e o que fazes por aqui? Bem tenho hora marcada alí á frente, estou só a fazer tempo. Então e tu tens visto o pessoal????( a resposta que eu esperava, daria-me uma localização temporal da minha vida, estilo grupo de amigos, de alguma época, mas em vez disso do outro lado, ele respondeu-me) Quem?? tenho visto toda a gente....
Foi o desespero...Quem é toda a gente???? Estava completamente desesperada, e receosa que ele me convidasse para um café, porque ter que fazer conversa de pessoas de quem não me lembro, é daquelas coisas que as manhãs não me permitem....
Mas, rapidamente perguntei, Então e a Ana, tens a visto???
Toda a gente conhece uma Ana, talvez esse nome fizesse soar a campainha que me fizesse recordadar quem era a criatura, Em vez disso ele respondeu... Qual Ana???? Devo ter ficado branca, ele não conhecia a Ana, nehuma Ana.... Toda a gente conhece uma Ana. Nós deviamos ter uma amiga em comum que se chamaria Ana, mas não não tinhamos em vez disso ele disse Uma rapariga de olhos verdes??? sim claro respondi eu, eu conheço muitas Anas, mas nenhuma tem olhos verdes....
Tenho-a visto, agora tem um Jipe....
A única pessoa que eu conheço de olhos verdes e tem um Jipe chama-se Teresa. O que signicava que já o tinha localizado no espaço. Morava perto da Teresa, mas não a conhecia. Continuou e disse, tenho falado muito com a Constança e com a Carolina. O que me deixou outra vez na estaca zero, pois nem uma nem outra moram perto da Teresa, Continuei a sorrir e despedi-me dele. Depois de mais meia dúzia de frases feitas que se aplicam a qualquer situação, Então o que estás a fazer agora, e tu, aí que interessante e encontramo-nos por aí.
Despedimo-nos e fico a rezar para que não o volte a encontrar, pois esgotei o meu stock de frases feitas, e conversa de ocasião...



segunda-feira, abril 19, 2004

Deixar de fazer sentido...

Ao longo da nossa vida existem aqueles amigos a quem contamos tudo, e que não imaginamos o que seria da nossa vida sem eles... Mas mudamos de escola, fazemos novos amigos, conhecemos outros perdemos os contactos e voltamos a reencontrar... E quando essse amigos deixam de fazer sentido na nossa vida, o que devemos fazer?
Parece algo desumano e muito frio de se dizer, mnas não será melhor deixar essas amizades enterradas no passado onde faziam sentido, onde eram perfeitas e recordadas com muito carinho e admiração?
Será que desenterrar essas memórias não será uma última tentativa de recuperar o passado?
Mas o passado é isso mesmo algo que ficou para trás, e com o passado ficaram os professores, os colegas o motorista do autocarro, os amigos de férias, os explicadores, o senhor do café, os colegas de trabalho que entram e saíem da nossa vida, como flashes.
Mas será errado continuar, ou será errado agarrarmos esse passado de forma a que ele não desapareça...
Ao recordar pessoas com quem não falo á dois, três anos fico a pensar se vale a pena ligar-lhes...
O que irá acontecer depois daquela frase: Olá como estás já não falomos á séculos que tal um café? Para recordarmos os bons velhos tempo?
O café é combinado e a partir desse momento não há nada a fazer.
Escolho a roupa, arranjo o cabelo e dirijo-me para o local combinado.... Mas o receio de ir encontra o amigo de longa data quase é equiparável á desilusão de mais um amigo perdido, por falta de contacto, e falta de ligação...
Mas a vida é assim...


+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++
  • Link Text
  • +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++ --> on-line
    archives
  • 09/01/2003 - 10/01/2003
  • 10/01/2003 - 11/01/2003
  • 11/01/2003 - 12/01/2003
  • 12/01/2003 - 01/01/2004
  • 01/01/2004 - 02/01/2004
  • 02/01/2004 - 03/01/2004
  • 03/01/2004 - 04/01/2004
  • 04/01/2004 - 05/01/2004
  • 05/01/2004 - 06/01/2004
  • 06/01/2004 - 07/01/2004
  • Divulgue o seu blog! Weblog Commenting by HaloScan.com